Espanhóis e italianos construirão mega-usina solar em Dubai

19/01/2017:
Construção foi encomendada a consórcio formado pelas empresas espanholas Gransolar e Acciona e a italiana Ghella.

Por France Presse

Projeto de usina deve cobrir 178 quilômetros quadrados e ter 3 milhões de painéis (Foto: Divulgação/Acciona)

Projeto de usina deve cobrir 178 quilômetros quadrados e ter 3 milhões de painéis (Foto: Divulgação/Acciona)

A construção de uma usina fotovoltaica com uma capacidade de 800 MW no emirado de Dubai foi encomendada a um consórcio formado pelas empresas espanholas Gransolar e Acciona e a italiana Ghella, anunciaram as companhias nesta quarta-feira (18).

O consórcio "construirá a maior usina fotovoltaica do mundo", afirmou o comunicado divulgado pela Gransolar e a Acciona. O projeto, cujo orçamento não foi revelado, será entregue "chave na mão" em função de um contrato assinado em dezembro com as estatais DEWA (autoridade de água e eletricidade de Dubai) e Masdar, segundo o comunicado.

Um porta-voz da DEWA consultado pela AFP confirmou a informação, mas não deu mais detalhes.

O parque solar Mohammed bin Rashid Al Maktoum possui, desde 2013, instalações com uma capacidade de 13 MW, e uma segunda fase deve adicionar 200 MW até abril de 2017, indicou a DEWA em seu site.

O consórcio liderado pela Gransolar está a cargo da terceira etapa, que deve instalar os 800 MW adicionais até 2020. Quando o parque estiver finalizado, sua potência máxima será de 1054 MW, detalhou o comunicado.

Três milhões de painéis

A nova usina contará com três milhões de painéis fotovoltaicos com dispositivos mecânicos capazes de orientá-los para o sol, em uma superfície de 17,8 km2, evitando a emissão de cerca de 1,4 milhão de toneladas de CO2 por ano.

Em junho, Dubai anunciou a construção futura nesse mesmo parque solar de uma usina solar de concentração, uma tecnologia diferente da fotovoltaica, de 1.000 MW.

A DEWA prevê que este parque solar possua um total de 5.000 MW até 2030, com um investimento de 13,6 bilhões de dólares. O emirado tem como objetivo produzir 7% de sua energia a partir de fontes renováveis até 2020, e de aumentar esse percentual para 75% em 2050.

">

Fonte: http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/espanhois-e-italianos-construirao-mega-usina-solar-em-dubai.ghtml

[ Voltar ]